Saques de contas no FGTS serão liberados em setembro. Saiba mais…

Saques de contas no FGTS serão liberados em setembro. Saiba mais…

Em evento, governo detalhou saques das contas do FGTS e do PIS/PASEP.

 

 

O governo federal detalhou nesta quarta-feira a liberação dos saques das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/PASEP. No primeiro, cuja medida provisória será assinada nesta quarta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro, a retirada dos recursos deve ter início em setembro e durará seis meses, até março de 2020. No total, a MP permitirá saques de R$ 63,2 bilhões, sendo R$ 23,2 bi de PIS/Pasep e R$ 40 bi de contas do FGTS. O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a liberação de recursos do FGTS e do PIS totalizará R$ 42 bilhões até o fim do ano que vem. Os saques nas contas do FGTS poderão ser de até R$ 500.

Segundo a equipe econômica, a liberação do FGTS vai atingir quatro vezes mais trabalhadores que a medida adotada no governo Temer, quando o trabalhador pode sacar o dinheiro das contas inativas. “São 106 milhões que vão receber dinheiro e vamos trabalhar com afinco porque esse é um país, um governo, que se preocupa não só com os ricos, que são fundamentais, mas com todos”, declarou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

 

Conforme dados do governo, 81% das contas do FGTS têm saldo inferior a R$ 500, por isso o valor foi escolhido como limite de saque. Se o cotista tiver mais de uma conta no fundo, o total poderá exceder os R$ 500. Saques inferiores a R$ 100 poderão ser feitos em lotéricas. Em 2020 será criado o Saque-aniversário e a escolha pela modalidade poderá ser feita a partir do mês de outubro. Quem optar por ela poderá fazer os saques no primeiro dia útil do mês de aniversário, a partir de 2021. Cotistas terão três meses para sacar os recursos nessa modalidade – caso contrário, o dinheiro permanecerá na conta do FGTS.

 

PIS/PASEP.

 

De acordo com o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, a ideia é fazer a transferência do PIS/PASEP de forma automática para correntistas no dia 19 de agosto. Já não-correntistas poderão fazer a transferência no dia 20. “Aquelas de até R$ 2.500 não sofrerão qualquer custo”, explicou, defendendo também que “ninguém melhor que o próprio cidadão sabe a melhor maneira de aplicar seu recurso”. Não há prazo determinado para os saques do PIS/PASEP: PIS poderá ser sacado na Caixa e PASEP, no Banco do Brasil.

 

 

Fonte:Correio do Povo.

Posts Carousel

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas Noticias

Top Authors

Comentados

Outros Videos