Polícia aguarda autorização judicial para analisar celular com informações sobre assassinatos em Porto Alegre

Polícia aguarda autorização judicial para analisar celular com informações sobre assassinatos em Porto Alegre

Aparelho foi apreendido nesta terça-feira (23), durante buscas realizadas nos bairros Jardim Carvalho e Bom Jesus. Investigação aponta relação entre três mortes no Jardim Botânico e outra em região próxima.

 

 

 

A Polícia Civil apreendeu na tarde desta terça-feira (23) um telefone celular com informações sobre os quatro assassinatos que aconteceram na madrugada anterior em Porto Alegre. O material foi recolhido durante buscas realizadas nos bairros Jardim Carvalho e Bom Jesus, segundo o delegado Eibert Moreira, que aguarda uma decisão judicial para checar o conteúdo.

Por volta das 2h, três pessoas foram encontradas mortas dentro de uma casa na Rua Siegfried Gunther Fischer, chamada de Rua Secundária, que fica próxima à Avenida Cristiano Fischer, no bairro Jardim Botânico. A polícia acredita que entre três e quatro pessoas tenham cometido o crime, e não tem suspeitos identificados.

As vítimas, Karyne Oliviera Silva, de 32 anos, Paulo Ricardo Lima de Oliveira, de 32 anos, e Pablo Nunes Almeida, de 22 anos, não tinham antecedentes criminais. Porém, a polícia apurou que o homem mais velho tinha uma ligação com um grupo criminoso que atua na Vila Bom Jesus, onde foi realizada a ação à tarde.

“O Paulo foi morto no Jardim Botânico, mas temos informações de que ele era vinculado à facção que atua na Vila Bom Jesus, por isso fomos nesses locais”, disse Moreira.

Segundo o delegado, Pablo, a vítima mais jovem foi sequestrada nas proximidades do bairro Jardim Carvalho, e torturada para apontar o endereço da residência onde Paulo estava. Perto, aconteceu a morte de Diego Pedro Cavitione Rodrigues, de 22 anos. A polícia suspeita que os assassinos do trio sejam autores do outro crime.

“Há indicativos de que ele foi arrebatado em um local próximo. É uma linha de investigação, sem descartar qualquer outra”, afirmou o delegado.

Três pessoas foram mortas em uma casa no bairro Jardim Botânico — Foto: RBS TV/Reprodução

 

Durante a ação realizada nesta quarta, a polícia abordou pessoas, que mostraram a agentes os telefones celulares com informações sobre o crime. Um aparelho foi levado por policiais, e o delegado ressalta que o dono não tem relação com o caso.

“Outras pessoas identificadas na via pública, abordadas, deram acesso ao celular e foram verificadas essas informações pertinentes à investida”, disse Moreira.

Ainda durante a ação, foram presos dois adultos. Um adolescente foi apreendido. Nenhum deles tinha relação com os assassinatos, entretanto. Uma das prisões foi em flagrante, por tráfico. Outra foi de um foragido por roubo, com prisão preventiva decretada. Já o menor é suspeito de envolvimento em outro assassinato.

 

Fonte:G1 RS.

 

 

Posts Carousel

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas Noticias

Top Authors

Comentados

Outros Videos