Metroviários e Trensurb informam ao TRT-RS que chegaram a um acordo

Metroviários e Trensurb informam ao TRT-RS que chegaram a um acordo

A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez, conduziu nesta tarde uma audiência entre o Sindicato dos Metroviários e a Trensurb. As partes informaram que chegaram a um acerto quanto ao novo acordo coletivo de trabalho.

Na videoconferência, os representantes do sindicato comunicaram que a categoria aceitou a última proposta apresentada pela empresa. A aprovação ocorreu em assembleia realizada nesta segunda-feira. Com o acordo, a presidente Carmen Gonzalez declarou encerrada, com êxito, a mediação. A entidade sindical e a Trensurb agradeceram e elogiaram o TRT-RS e o Ministério Público do Trabalho pela condução das tratativas. Também destacaram a disponibilidade das instituições para a realização de tantas audiências quantas fossem necessárias.

A mediação iniciou em 31 de agosto. A categoria encontrava-se em estado de greve devido a um impasse na negociação com a empresa. Os trabalhadores não concordavam com a retirada de cinco cláusulas do acordo coletivo de trabalho, proposta pela Trensurb, e reivindicavam reajuste salarial. Após quatro audiências no TRT-RS, as partes chegaram a um consenso. O novo acordo coletivo terá validade de dois anos e, entre as principais cláusulas, estão o pagamento de 100% do INPC em maio de 2022, abono salarial de R$ 1 mil em julho de 2022, além da renovação de cláusulas sociais.

Na penúltima reunião, ocorrida em 8 de setembro, o sindicato já havia anunciado a suspensão do estado de greve e o cancelamento da paralisação que estava prevista para esse domingo (12/9).

Participaram da audiência de hoje, pelo sindicato dos trabalhadores, os representantes Luis Henrique Chagas, Ronas Augustin Mendes Filho e Ayllu Duarte Acosta, acompanhados do advogado Cláudio Roberto Mika. A Trensurb foi representada pelo diretor presidente Pedro Bish Neto, o diretor de Administração e Finanças, Geraldo Luis Felippe, a gerente de Recursos Humanos, Juliana Farias, a gerente jurídica, Zilba Rosa, e o gerente de Comunicação, Jânio Ayres, acompanhados do advogado Cláudio Rodrigues de Freitas. O Ministério Público do Trabalho foi representado pela procuradora regional do Trabalho Maria Cristina Sanchez Gomes Ferreira.

Fonte: Texto de Gabriel Borges Fortes (Secom/TRT4), foto da Presidência do TRT-RS

Posts Carousel

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas Noticias

Top Authors

Comentados

Outros Videos