TRAGÉDIA: Morre Dorildes, a mulher baleada por engano pela polícia

TRAGÉDIA: Morre Dorildes, a mulher baleada  por engano pela polícia

Foi confirmada pela sua advogada e pelo Hospital Dom João Becker em Gravataí  a morte cerebral de Dorildes Laurindo de 56 anos. Ela foi atingida ao menos por três tiros feitos por PMs do 17°BPM durante abordagem a um veículo (aplicativo) no dia 17 de maio, um dos tiros atingiu a medula e perfurou o intestino da mulher, deixando-a paraplégica. Dezesseis dias depois, ela não resistiu aos ferimentos. O motorista estava foragido, mas o casal era inocente.

Gilberto Andrade de Casta Almeida, seu namorado, chegou a ser preso e após ser libertado.

 

 

Foto: Reprodução Redes Sociais.

Curta Hora da Notícia RS no Facebook.

1 Comente

Posts Carousel

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

1 Comente

  • Claudio gil Stefanello
    3 de junho de 2020 , 06:19

    Policia totalmente despreparada. Primeiro atiram e depois pedem identificação. Parecem um bando de cachorro louco. Ainfa bem que o ministério público e o delegado nao aceitaram a versão dos PM. Senão seria mais um inocente preso. O coitado do rapaz conseguiu se salvar. Aquele com certeza nunca mais volta no RS venho passear e namorar de férias e quase que volta pra goias em um caixão. POLICIA DESPREPARADA E ASSASSINA.

    RESPOSTA

Últimas Noticias

Top Authors

Comentados

Outros Videos