VÍDEOS: Médico xinga técnica de enfermagem em hospital e vídeo viraliza

VÍDEOS: Médico xinga técnica de enfermagem em hospital e vídeo viraliza

Um vídeo de um médico ofendendo uma técnica de enfermagem em um hospital na cidade de Nova Iguaçu, no estado do Rio de Janeiro, viralizou na internet e provocou muita indignação em quem teve acesso ao registro. O médico, que estava em situação de paciente, tentou se redimir em outro vídeo, publicado em seu perfil no Instagram. Ele foi identificado como José Gilberto Luna Sobrinho.

O vídeo foi publicado no Twitter e já conta com 42,9 mil curtidas e 15,7 mil retuítes. O caso ocorreu no Hospital Nossa Senhora de Fátima, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Nas imagens é possível ver o médico levantar da maca e agredir verbalmente a funcionária.

“Sou médico, eu aplico. Cadê a medicação? (…) Vai, eu aplico, sua incompetente. É o quê? Fala alguma coisa! Miserável! Amanhã eu vou chegar no gerente geral do hospital e vou falar sobre você. Você é uma miserável. Sua f*”.

Isso aconteceu no hospital Nossa Senhora de Fátima, em Nova Iguaçu

Após a repercussão negativa, o médico pediu desculpas, confirmou que se excedeu e se justificou afirmando que estava alcoolizado.

Após a repercussão negativa, o médico pediu desculpas, confirmou que se excedeu e se justificou afirmando que estava alcoolizado.

Veja:

 

2 comentários

Posts Carousel

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

2 Comentários

  • Andreia Marques
    13 de fevereiro de 2020 , 14:22

    Sim, ele justifica a grosseria dele à bebida? E ele mesmo disse que ali, ele não era o médico, mas sim o paciente. Então ele tem dupla personalidade?. E que bosta de ser humano que ele é, pq se ele é melhor como médico do que como ser humano, do que como paciente, então, desejamos que essa criatura nunca precise d atendimento. E já que ele mesmo pode ver as imagens da pessoa escrota que ele vira quando bebe, que pelo menos, nao beba mais, pra evitar de perturbar os profissionais que precisam trabalhar, e atender, esses pudins de cachaça, que vao para os hospitais e clínicas incomodar que está trabalhando. Respeito, nao depende de status ou condiçao financeira, mas sim de criação, de uma boa educação.

    RESPOSTA
    • Jussara@Andreia Marques
      14 de fevereiro de 2020 , 03:52

      NADA JUSTIFICA A ATITUDE DESTE PROFISSIONAL DA SAÚDE "MEDICO".
      INFELIZMENTE EDUCAÇÃO E RESPEITO AO PRÓXIMO É UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO., NÃO ADIANTA CURSAR UMA FACULDADE E NÃO TER EDUCAÇÃO.
      – DIZ ELE: Aquela HR eu não era médico. ..
      Sendo q a primeira coisa q disse antes de chamar a menina de FUDIDA….-SOU MÉDICO …..
      E Q BELO EXEMPLO ESTAVA DANDO PARA O ADOLESCENTE Q O ACOMPANHAVA ….

      RESPOSTA

Últimas Noticias

Top Authors

Comentados

Outros Videos